Localidades‎ > ‎

Alijó



Paços do Concelho e Pelourinho de Alijó

Alijó        Restaurantes        Hotéis

Alijó é uma vila situada na margem direita do rio Douro que dista a cerca de 44 Km de Vila Real – a capital de distrito. É um concelho, na sua maioria, ligado ao setor primário – a agricultura, onde existem boas áreas para essa prática. A paisagem é constituída por montanhas, rios e vales, onde as vinhas são o grande ex-líbris deste concelho. Por aqui passam os rios Douro, Pinhão, Tua e Tinhela.

No concelho há vários vestígios de outros povos (desde a Idade do Bronze, o Neolítico ou os Romanos) que por aqui passaram e deixaram as suas marcas. Como estradas romanas, castros ou pinturas rupestres.

Do período Neolítico e Idade do Bronze, existem as Pinturas Rupestres da Pala Pinta – em Carlão, que de momento são um dos três únicos exemplares conhecidos em Portugal. Também há as gravuras (fossetes e pegadas), do Castro do Castelo e nas imediações um curioso exemplar de incultura. Um berrão.

Na localidade de Pegarinhos, existem gravuras rupestres: Igreijinha e Botelhinha. E perto de Vila Chã, há um Dólmen ou Anta da Fonte Coberta.
A arquitetura religiosa nesta zona, complementa-se com as capelas do Senhor do Andor ou dos Passos, com a capela de Nossa Senhora dos Prazeres - no monte da Cunha e a de Santo António - no monte do Vilarelho.

De destacar também a nível arquitetónico, o Pelourinho e o edifício da Câmara Municipal - Paços do Concelho – onde uma parte foi construída no séc. XVIII e outra no século XIX.

Mas esta terra esteve ao abandono durante longos períodos, fruto das invasões de que era fustigada por estar numa zona fronteiriça. Finalmente foi repovoada em 1226 a mando de D. Sancho II por altos membros da nobreza e da alta burguesia.

Na gastronomia, destaca-se como não podia deixar de ser, o vinho. Em especial o Moscatel de Favaios. Mas também o cabrito assado, o cozido à portuguesa, as tripas à transmontana, as carnes fumadas, a bôla de carne, os milhos e o pão de Favaios. Doces como as cavacas e amêndoas cobertas de Santa Eugénia, quinzinhos, pudim de amêndoa, pão-de-ló de água, bolo borrachão, são igualmente muito apreciados.

A nível de lazer, Alijó conta com ofertas diversas para quem quiser visitar o concelho, tendo no turismo fluvial do rio Douro ou no turismo ecológico na foz do rio Tua, locais ímpares em paisagens e miradouros com vistas maravilhosas.

A visitar:
  • Igreja Matriz de Alijó
  • Edifício dos Paços do Concelho
  • Pelourinho
  • Casa-Museu Maurício Penha
  • Aldeia Vinhateira de Favaios
  • Adega Cooperativa de Favaios
  • Vila do Pinhão
  • Estação Ferroviária do Pinhão
  • Pinturas Rupestres da Pala Pinta – Carlão
  • Fossetes e Pegadas – Carlão
  • Dólmen ou Anta da Fonte Coberta – Vila Chã
  • Capela do Senhor do Andor ou dos Passos – Alijó
  • Capela de Nossa Senhora dos Prazeres – Monte da Cunha
  • Capela de Santo António - Monte do Vilarelho
  • Castro do Pópulo
  • Núcleo Museológico de Favaios
  • Miradouro de Casal de Loivos


Festas e Romarias:
  • Santa Maria Maior, de 13 a 16 de Agosto
 


Igreja Matriz de Alijó


Pousada Barão de Forrester